• Sandrinha Lesbaupin

Quero mudar de rota. E agora?


De um lado, a certeza de que o caminho não é esse. Você não se sente realizado, não tem prazer nenhum em ir trabalhar, não vislumbra perspectivas. De outro, aquele frio na barriga: "mudar nessa altura do campeonato?", "mas, por onde começo?", "para onde vou?", "e tudo aquilo que eu já construi?"...

Saiba que:

- Nunca é tarde para mudar. Você pode refazer seu planejamento e estabelecer um novo caminho a qualquer momento de sua trajetória profissional. Tenho clientes aposentados ou em vias de se aposentar que decidem mudar de rota. E tudo bem!

​- Nem sempre é preciso “jogar tudo fora”. A maioria dos meus clientes se reencontra dentro de sua área de atuação. Mesmo aqueles que me procuram quando estão a um passo de jogar tudo para o alto. Pequenas mudanças, nos pontos certos, fazem toda a diferença na sua satisfação e realização profissional.

- Estude , especialize-se. Mas, mantenha o foco! Defina o que você quer e então corra atrás. De nada adianta fazer mil cursos sobre mil assuntos diferentes, esperando encontrar nesses cursos a laternativa para o seu desejo de mudança.


9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo