• Sandrinha Lesbaupin

Psicologia ou Coaching - Afinal, qual é a diferença?


Muito tem se falado em Coaching, e muitas pessoas tem procurado Coachs em substituição a psicólogos. Terapia é melhor que Coaching? Ou Coaching é melhor que terapia? Afinal, qual é a diferença entre essas duas práticas profissionais? Sou psicóloga e coach, e tentarei esclarecer as principais diferenças e os principais benefícios de ambos processos nas linhas a seguir.

Psicologia

A palavra psicologia provém dos termos gregos psico (alma ou atividade mental) e logía (estudo). Ou seja, Psicologia é a ciência que estuda os processos mentais e o comportamento do ser humano, bem como suas interações com o ambiente físico e social. Seu objetivo é diagnosticar, prevenir e tratar distúrbios emocionais e doenças mentais. A psicologia procura descrever sentimentos, sensações, emoções, pensamentos, percepções e outros estados afetivos do ser humano, os quais de alguma forma interferem no seu comportamento.

Para isso, o psicólogo passa por uma formação de (no mínimo) 5 anos, na qual é preparado para atuar com crianças, jovens, adultos e idosos em diversas áreas da sociedade, tais como em Psicologia Clínica, Jurídica, Escolar, Hospitalar, Organizacional, da Saúde, etc.

A atuação do psicólogo que pode ser comparada ao Coaching é a Psicologia Clínica, então vou restringir meu olhar a esta área. O psicólogo clínico (ou psicoterapeuta) trabalha no sentido de compreender os processos mentais de seus pacientes de forma terapêutica, levando-os ao autoconhecimento e à elaboração de assuntos relevantes. O psicólogo guia e acompanha a produção de novos significados por parte de seu paciente.

A psicoterapia, ou relação dialética estabelecida entre terapeuta e paciente, no contexto clínico, tem por objetivo: 1. melhorar o funcionamento psíquico do paciente; 2. permitir que ele compreenda as causas do que lhe acomete e encontre recursos para lidar com elas; 3. desenvolva novas formas de agir no mundo e 4. solucione problemas pontuais tornando sua vida mais tranquila e prazerosa.

É de responsabilidade do psicólogo clínico atuar com cuidado e ética para com seu paciente. Ele está, inclusive, submetido a um Conselho Federal que rege as práticas da profissão e recebe e julga denúncias.

Coaching

De acordo com o Instituto Brasileiro de Coaching (IBC), uma das instituições de maior prestígio nessa área no Brasil e no mundo, e onde eu fiz a minha formação, a palavra Coaching tem origem na língua inglesa (Coach) e significa “treinamento”. Por volta de 1830, o termo Coach passou a ser utilizado como sinônimo de “tutor”, aquele que “carrega” e “conduz”. Em 1950, este foi usado pela primeira vez na literatura de negócios, como uma habilidade de gerenciamento de pessoas.

O Coaching é um processo de desenvolvimento pessoal ou profissional, conduzido por meio de um profissional denominado Coach. Trata-se do processo para que uma pessoa atinja seus objetivos e metas e desperte todas as suas capacidades. Através de técnicas e ferramentas, o Coach visa fazer com que seu cliente saia do estado em que ele se encontra e progrida, rumo ao estado em que ele pretende estar - em direção à sua meta. Tudo de forma acelerada e em um curto espaço de tempo.

O foco do Coaching é atingir os objetivos definidos pelo cliente, sejam eles profissionais, nutricionais, pessoais ou até mesmo organizacionais. O coach trabalha para que seu cliente desenvolva novas competências, habilidades, vença crenças limitadoras, defina suas metas com mais clareza, e através do cumprimento de tarefas, mobilize seus conhecimentos de forma efetiva, para o alcance rápido e assertivo de seus objetivos de vida e carreira.

Para ser Coach não é preciso fazer um curso de formação superior, embora muitos coachs tenham migrado das mais diversas áreas profissionais (relacionadas à saúde - ou não). A formação varia um pouco de acordo com a instituição formadora, mas trata-se de um curso medido em horas (não em anos) e não é preciso se associar a nenhuma instituição reguladora para o exercício da profissão. (aliás, nesse sentido, deixo uma dica: seja muito cuidadoso e criterioso ao escolher um Coach, ok?)

Por fim…

Diferente da terapia, que pode ser feita durante anos, o Coaching trabalha com processos de desenvolvimento, com início, meio e fim já predefinidos, e, por isso, seus resultados são focados. A ideia, ainda frequente, de que a diferença entre ambos os processos está no fato de o Coaching ser voltado à vida profissional e a Psicoterapia à vida pessoal é enganosa. Ambos processos podem atuar em ambas as áreas da nossa vida.

Em suma, o Coaching e a Psicoterapia tem focos e objetivos distintos - embora possam ser confundidos pois o modelo de atendimento é semelhante. Ambos envolvem conexão entre paciente e profissional, um ambiente seguro, confidencialidade e respeito.

Ficou alguma dúvida? Fale conosco!

https://www.transformacaopsicoecoach.com.br/contato


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo