• Tais Targa

Muito tempo na mesma empresa atrapalha na busca de emprego?


Ultimamente muita gente tem me feito esta pergunta e eu sempre começo dizendo que você nunca sabe o lado de lá, ou seja, o que a empresa está querendo? O que o empregador busca no mercado? Um profissional estável ou alguém que já mudou bastante de cargos ou empresa? Ou será mesmo que este é um dado importante para este processo seletivo? Você provavelmente nunca irá saber. Então desapega e dá o seu melhor.

Em resumo: o fato de você ter ficado na mesma empresa ou cargo pode ser um fator que some a seu favor, em alguns casos um fator limitante e em outros algo neutro. Como você não tem controle sobre os bastidores do processo seletivo é melhor desapegar e não gastar energia mental se preocupando com isso.

É verdade que o mercado mudou muito, as pessoas são mais voláteis e ficar muito tempo numa mesma empresa pode até parecer estranho, mas tudo é questionável.

Quando recebo um currículo assim tenho o cuidado de verificar a história da pessoa durante todo esse tempo dentro da organização. Muitas vezes o profissional rodou o Brasil a trabalho, mudou de área, participou de projetos diversificados, atravessou momentos de muita mudança organizacional e foi desafiado cotidianamente.

Por isto é muito importante que você descreva e enfatize as mudanças ocorridas durante sua trajetória nesta organização. Tudo isso deve fazer parte de seu currículo, mesmo que não tenha mudado muito de cargo, coloque todos os projetos de que tenha participado, as mudanças de área, as transferências de sede e os projetos que conduziu em parceria com outros departamentos. Eu me lembro de um cliente que atendi há um tempo e ele tinha atuado somente numa empresa e só tinha exercido um cargo na mesma. Após uma reunião de briefing eu constatei que apesar de ele ter exercido apenas um cargo ele fora designado sempre para projetos distintos. Então decidimos colocar no currículo dele os cargos seguidos do projeto específico (cada um com uma data de início e fim). Pronto! Foi o detalhe que chamou a atenção da empresa que o empregou.

Lembre-se de que existem empresas (geralmente as mais tradicionais), onde o ritmo de mudança é mais lento e valorizam o funcionário fiel. Pesquise sobre elas e direcione o seu CV para esta lista.

O que você não pode é achar que não tem espaço para você só porque passou todo esse tempo numa só empresa. O seu foco agora é encontrar uma que valorize o seu perfil. E tenha certeza de que existem muitas.

Eu li recentemente uma frase de uma autora que dizia que nunca devemos desperdiçar uma crise. Eu sou a prova viva disto. Por isto sou muito grata a todos os perrengues que enfrentei. A crise, se bem trabalhada, faz você trabalhar, crescer, evoluir. Você pode superar as dificuldades, permitir-se chorar, se revoltar, mas depois colocar sua energia em encontrar soluções.

É claro que você é um ser humano e vai ter sentimentos negativos (permita-se e perdoe-se), mas foque em encontrar soluções. Se bem trabalhado, o fato de você ter tido poucos empregadores pode ser o diferencial que vai lhe fazer chegar mais perto do tão sonhado emprego dos sonhos.


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo