• Sandra Lesbaupin

Qual é o melhor momento para um Processo de Orientação Profissional?


Pais, educadores e alunos se fazem e me fazem essa pergunta cotidianamente: qual é o melhor momento para que um jovem procure um psicólogo e faça Orientação Profissional? A resposta é ampla (pois nada que diga respeito ao ser humano é direto nem objetivo), mas pode ser simplificada:

Eu recomendo que um processo de Orientação Profissional (no formato daquele que é realizado pela TransformAção) seja feito no segundo semestre do 2o ano do Ensino Médio, no mais tardar nos primeiros meses do 3o ano.

Claro que essa recomendação depende da escola onde o vestibulando estuda (ele já vem sendo orientado a refletir sobre essa escolha? de que forma?) e depende, principalmente, do perfil do próprio jovem. Porém, antes de agosto do 2o ano, tende a ser muito cedo para a maioria dos alunos. Eles frequentemente não tem maturidade para as reflexões propostas pelo programa de orientação profissional, não tiveram tempo para fazer suas elucubrações “a livre demanda” e sua identidade está ainda em formação, o que pode implicar em mudanças bruscas de ideia. Depois, ao longo do 3o ano do Ensino Médio, a escolha da carreira compete com outras demandas escolares e sociais (a preparação para o vestibular propriamente dita, a investigação de universidades e caminhos para se chegar ao destino escolhido, a formatura, as “despedidas”, etc). Além do mais, no segundo semestre do 3o ano, o prazo para a tomada dessa decisão fica cada vez mais apertado, gerando mais ansiedade.


24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo